Entenda agora como fazer a redução de custos no setor de RH - Audaz

Blog » Recursos Humanos/DP »  Entenda agora como fazer a redução de custos no setor de RH
← Voltar

 Entenda agora como fazer a redução de custos no setor de RH

24 de janeiro de 2019

 Entenda agora como fazer a redução de custos no setor de RH

Toda empresa de sucesso conta com um RH estratégico que atua de forma determinante nas principais decisões do negócio. Com isso, existe uma grande preocupação com a redução de custos no setor. Em contrapartida, o grande desafio é conseguir isso sem afetar a qualidade e a precisão no atendimento das demandas tanto dos funcionários quanto da alta gestão.

Contudo, essa tarefa pode ser muito mais simples do que aparenta. Basta ficar atento aos pontos principais da sua atuação e efetuar as mudanças necessárias. Algumas delas, inclusive, são fáceis e rápidas de serem implantadas. É o que vamos mostrar neste artigo. Preste bastante atenção nas nossas dicas e saiba mais!

Utilize a tecnologia a favor do RH

As evoluções tecnológicas das últimas décadas têm proporcionado benefícios para todos os tipos de negócios e setores empresariais. Com o RH não é diferente. Entre todas as aplicações possíveis, duas merecem destaque.

Melhor aproveitamento da equipe

O uso de sistemas de informação no setor de RH facilita e agiliza as atividades dos profissionais. Automatizando as rotinas mais burocráticas e repetitivas, eles ganham mais tempo para se dedicarem aos problemas que os softwares não são capazes de resolver, ou seja, cuidar de pessoas.

Nesse sentido, em lugar de se desgastar com cálculos de folha de pagamento e controle de jornada, o funcionário do RH pode desenvolver novos programas de qualidade de vida no trabalho e aumento da produtividade das equipes, por exemplo.

Melhoria na gestão de benefícios

Um dos grandes ladrões de tempo dentro de um setor de RH é a gestão de benefícios, entre os quais estão vale-transporte, vale-refeição, vale-alimentação e planos de saúde. Isso acontece porque eles exigem uma apuração mais refinada para evitar erros de lançamento e, até mesmo, grandes prejuízos.

Ao passar o gerenciamento para um sistema de gestão adequado elimina-se o risco de falha humana. Isso ajuda a garantir mais precisão nos cálculos e uma redução substancial nos custos, principalmente com recargas indevidas.

Invista em treinamento e capacitação

As palavras investimento e custo podem parecer antagônicas, mas, na verdade, elas são totalmente complementares. Enquanto os gastos não planejados aumentam os custos operacionais de uma empresa, os investimentos bem planejados e adequadamente executados promovem a redução dos custos, principalmente por meio da melhoria na execução dos processos.

Nesse sentido, os treinamentos visam aprimorar o trabalho de todos da empresa, a fim de capacitar os colaboradores de diferentes níveis e setores a entregar melhores resultados. Eles podem ter direcionamentos e efeitos distintos em cada caso, como veremos a seguir.

Time de RH

O setor de RH é o coração de todas as relações entre os empregados de uma organização. Ele é o primeiro contato que uma pessoa tem com a empresa quando ela ainda é apenas um candidato. Igualmente, é o último quando um funcionário precisa ser desligado. Ao longo de todo esse percurso, existe uma influência diária desse time sobre os demais.

Por isso, essa é a equipe que precisa estar mais bem preparada para todas as situações. Logo, ela deve ser constantemente capacitada, tanto na melhoria da execução de suas atividades quanto na modernização de práticas e rotinas, na medida em que o mercado evolui e proporciona novas possibilidades.

Gestores

Os gestores são peças-chave em uma empresa bem-sucedida. É importante ressaltar que eles estão à frente de uma ou mais equipes. Além de ser uma grande responsabilidade, isso também é um grande desafio. Afinal, eles precisam aliar qualidades técnicas com características de liderança.

Portanto, para esse grupo, é fundamental oferecer treinamentos comportamentais e orientações sobre a cultura da empresa. Esses dois fatores são determinantes para garantir os resultados esperados, mantendo um bom engajamento das equipes.

Colaboradores

Para os demais colaboradores que não se enquadram nas situações anteriores, existem duas linhas importantes a serem seguidas. A primeira está relacionada às capacitações técnicas, que os ajudarão na execução de suas funções com mais perfeição e habilidade. A segunda se refere aos treinamentos comportamentais, que contribuem para manter a cultura da empresa nos eixos e evita problemas de clima organizacional.

Faça campanhas de conscientização

Outra forma muito eficiente de conseguir uma boa redução de custos no RH, mas que pode ser aplicada em outros setores da empresa, é fazer campanhas de conscientização. Elas podem ser voltadas para diversos fins, contudo vamos destacar os mais impactantes.

Cuidados com saúde e bem-estar

O incentivo aos cuidados com saúde e bem-estar dos colaboradores provoca consequências em diversos índices do RH. Pessoas mais saudáveis e de bem com a vida adoecem menos, reclamam menos, relacionam-se melhor com os demais à sua volta e mantêm-se mais motivadas a encarar desafios.

Entre os principais indicadores afetados estão:

  • quantidade de faltas;
  • quantidade de atestados médicos;
  • acúmulo de horas extras;
  • dias de afastamento por motivo de doenças.

Economia de recursos

Esse tipo de campanha costuma ter um viés mais ambiental, mas também pode ser aplicado a diversas situações. Pode começar pela redução do volume de impressões por meio do uso de softwares e chegar até coisas mais simples, como incentivar o uso de canecas individuais em lugar de copos descartáveis. Lembre-se de que a soma de cada pequena ação produz um grande resultado.

Uso consciente dos benefícios

Por fim, um dos pontos mais críticos dos gastos no RH está na gestão de benefícios. Por mais que o setor se desdobre para diminuir os prejuízos, o grande causador de todos os problemas é o mau uso por parte dos próprios funcionários, principalmente no que diz respeito ao vale-transporte.

Muitos deles não sabem que o uso indevido do benefício, bem como a venda de créditos sobressalentes, pode ocasionar uma demissão por justa causa. É papel do RH informá-los dos riscos e orientá-los sobre sua utilização correta. Assim, além de economizar nas recargas mensais, a empresa praticará um ato de cidadania.

Como vimos, existem diversas formas de fazer uma boa redução de custos no RH da sua empresa. Comece com as mais simples, como as campanhas de conscientização, e conforme os resultados forem aparecendo evolua para as mais complexas. O importante é não deixa de fazer algo, mesmo que pequeno.

Se você gostou deste artigo e já está pensando sobre como começar a economizar com a gestão de benefícios na sua organização, nós temos um material que vai ajudar. Baixe agora mesmo o e-book 6 dicas para gastar menos com vale-transporte. Boa leitura!